Gota

A gota é uma doença reumatológica caracterizada pela elevação do ácido úrico no sangue (Hiperuricemia) proporcionando o acúmulo de cristais desse ácido em tecidos e articulações, causando dor. A gota é considerada um tipo de artrite.

O ácido úrico é produzido pelo organismo resultado do metabolismo de uma proteína chamada purina presentes em muitos alimentos. Quando o organismo produz muito ácido úrico e/ou não consegue eliminá-lo este se acumula em articulações dos punhos, cotovelos, joelhos, tornozelos e/ou pés, causando um processo inflamatório que cursa com dor na região.

Outro problema comum nesta situação é a formação de cristais nos rins, formando as pedras renais.

As causas da gota podem ser de origem: GENÉTICA (hereditária), ausência de um mecanismo enzimático responsável pela excreção de ácido úrico pelos rins ou produção excessiva de ácido úrico devido a um defeito enzimático. MEDICAMENTOSA, alguns medicamentos, como: antidiuréticos, imunossuspressores ácido acetilsalicílico e outros. COMPORTAMENTAL, A ingestão de bebidas alcoólicas é uma causa comum de hiperuricemia, podendo ocasionar a gota. Hoje, acredita-se que a causa da doença tenha pouca relação com a ingestão alimentar já que apenas em torno de 10% do ácido úrico presente no corpo é oriundo da alimentação.

A maior incidência ocorre em homens de 30 a 60 anos. Nas mulheres ocorrem geralmente depois da menopausa.

O tratamento da gota envolve orientar a dieta a fim de evitar alimentos ricos em purinas, tais como: Carne vermelha, frutos do mar, miúdos, embutidos, enlatados e exclusão de bebidas alcoólicas; aumentar a ingestão de líquidos para favorecer a excreção do ácido úrico e evitar alimentos gordurosos. Alguns medicamentos podem ser prescritos para diminuir a dor e inflamação. A redução dos níveis séricos de ácido úrico também pode ser feita através de fármacos específicos.

Detox Pós Carnaval

detox

Cinco de dias de folia e exageros alimentares, bebidas, petiscos, refeições gordurosas durante muitos dias. Agora que o Carnaval acabou é hora de começar a se cuidar. Há quem diga que o ano só começa depois desse feriado. Agora todos começam a se preocupar com a saúde e estabelecer uma nova rotina saudável.

Uma alimentação detox após exageros é muito bem vinda. Mas, o que é detox? Um estilo de alimentação e hidratação saudável, excluindo alimentos industrializados e abusando de alimentos naturais, muitas frutas, verduras e legumes, vão ajudar a desintoxicar o organismo e fazê-lo se recuperar mais rápido. Beber muitos líquidos incluindo, água mineral, água de coco, suco naturais, chás naturais, caldos e sopas feitinhas em casa ajudam a repor os sais minerais perdidos.

Faça refeições leves e de três em três horas para o organismo começar a voltar ao ritmo. Consumir frutas que contenham grande quantidade de líquidos como abacaxi, tangerina, melancia, maçã, ajudam a hidratar, desintoxicar e repor nutrientes.

sucodetox

SUCO DETOX

Ingredientes:
Abacaxi – 2 fatias
Couve manteiga – meia folha
Água mineral ou Água de coco – 100ml
Gengibre – 1 pedacinho pequeno
Gelo – algumas pedrinhas

Modo de fazer:
Bater tudo no liquidificador. Se preferir, substitua o abacaxi por sua fruta de preferência, pode ser maracujá, maçã, limão, melância, manga, tangerina, entre outras.

sopadetox

SOPA DETOX

Ingredientes:
1 batata inglesa (ou inhame)
1 cenoura (ou abóbora)
1 abobrinha
1 xícara de couve manteiga (ou espinafre)
3 dentes de alho
1 tomate pequeno
Meia cebola
1 pedacinho de gengibre

Modo de fazer:
Refogue todos os temperos com um fio de azeite. Acrescente o couve manteiga e espere muchar, após adicione os legumes (a abobrinha deixe com a casca), por último despeje a água fervente. Quando os legumes estiverem cozidos a sopa está pronta. Finalize com um pouquinho de gengibre ralado.
P.s: O ideal é consumir a sopa sem sal. No entanto, se não conseguir acrescente o mínimo possível.

Desejo que todos se recuperem e tenham um Feliz Ano Novo!!! :)

Omega 3 para a saúde do cérebro

salmão
Já está muito bem estabelecido a importância da ingestão de omega 3 para a saúde cardiovascular. Estudos científicos também evidenciam a relação desse nutriente com a melhora do sistema imunológico e na diminuição de processos inflamatórios.

Atualmente, muito tem se falado na ingestão de omega 3 para a saúde do cérebro, tendo respostas importantes no intelecto, memória e prevenção da depressão. Alguns estudos científicos comprovam que o aumento no consumo de omega 3 em crianças com baixo rendimento escolar melhoram o desempenho na leitura e concentração.

Os três Ácidos Graxos omega 3 mais comuns, são: DHA (ácido docosahexaenoico), EPA (ácido Eicosapentaenoico) e ALA (ácido alfalinolênico). O DHA , um ácido graxo estrutural encontrado no cérebro e na retina, é geralmente o ácido graxo mais benéfico, sendo encontrado também nos tecidos cardíacos. O nosso organismo consegue converter o ALA em DHA e EPA, entretanto, estudos demonstram que essa conversão ocorre de forma ineficiente.

omega3

O omega 3 do tipo DHA e EPA são encontrados em peixes como; salmão, atum, anchova, sardinha. O óleo de peixe representa uma excelente fonte de de DHA e EPA com alto nível de potência. Pequenas quantidades de DHA também são encontrado em algas.

As fontes de omega 3 do tipo ALA são encontrado em fontes vegetais como sementes de linhaça, chia, abóbora,em oleaginosas como as nozes, em frutas como o Abacate.

As recomendações diárias de omega 3 variam de acordo com a idade*:

Bebês de 0 a 12 meses: recomenda-se a ingestão de 0,5g/dia,
Crianças de 1 a 3 anos: recomenda-se a ingestão de 0,7g/dia
Crianças de 4 a 8 anos: recomenda-se a ingestão de 0,9g/dia
Grávidas: recomenda-se a ingestão de 1,4g/dia
Lactantes: recomenda-se a ingestão de 1,3g/dia
Homens: recomenda-se a ingestão de 1,6g/dia
Mulheres: recomenda-se a ingestão 1,1g/dia
*de acordo com a literatura internacional e as Dietary Reference Intakes

Existem no mercado excelentes opções de suplementos de omega 3, tanto voltados para o publico adulto, quanto infantil, vale a pena dar uma conferida em lojas especializadas.

Mas atenção, antes de começar por conta própria a se entupir desse nutriente, procure orientação de um nutricionista, pois o consumo exagerado de omega 3 pode causar uma série de problemas, como induzir a resistência a insulina, causar hemorragias, diarréia, dispepsia (má-digestão), reações alérgicas, desenvolvimento de doenças como esclerose lateral amiotrófica, entre outros.

Cuidados com os falsos alimentos saudáveis

A preocupação com hábitos saudáveis está cada vez mais inserida na vida das pessoas. O que muita gente não sabe é que as escolhas alimentares ditas “saudáveis”, muitas vezes, não passam de ilusão.

Barrinhas de cereais, bolachinhas integrais, gelatinas, suco de fruta de caixinha exibindo informações livre de corantes, grande parte das vezes, estes produtos industrializados são ricos em gorduras saturadas, pobre em fibras, com excesso de açúcar, corantes e conservantes. salada-verde

Na hora da fome, optar por potinhos de oleaginosas, como: castanhas, nozes, amendoas é a melhor opção. Levar ao trabalho frutas portáteis, fáceis de carregar,como maçã, tangerina, cajú, também são opções inteligentes. Sucos naturais, onde encontra-se verdadeiramente a polpa da fruta e todas as suas vitaminas, não apenas o néctar (polpa com água) presente na maioria dos sucos industrializados.

salada-verde-2Saladas exageradamente incrementada com ingredientes muito calóricos, como: tomate seco, queijo parmesão, molhos gordurosos, croutons, acabam por deixá-la rica em calorias e gorduras. Portanto, moderação nesses ingredientes fará com que não ponha tudo a perder.

Portanto, moderação é a palavra de ordem. Prefira SEMPRE os alimentos naturais aos industrializados. Tenha uma alimentação balanceada.

Escondidinho de frango

Últimamente tenho me esforçado para que em casa tenhamos alimentos feitinhos na hora. Nem sempre tão saudáveis, mas de vez em quando é bom agradar a criançada.
Essa receita sempre faz sucesso, porque leva dose dupla de batata… Rsrsrsrsr… Franguinho no molho branco escondidinho em baixo por purê de batata e em cima por batata palha!!! kkkkk.
Segue abaixo a receita dessa maravilha:

escondidinho de frango

ESCONDIDINHO DE FRANGO

Ingredientes:

Para o Frango:

– Peito de frango em cubinhos: 1kg
– Margarina: 1 colher de sopa
– Alho: a gosto
– Sal: a gosto
– Pimenta branca: a gosto
– Leite: 600ml
– Requeijão ou catupiry: 2 colheres de sopa
– Maisena: quanto baste para engrossar

Para o purê:
– Batatas: 4 unidades
– Margarina: 1 colher sopa
– Sal: a gosto
– Leite: 200ml

Para incrementar:
– Fatias de queijo Mussarela e batata palha

Modo de fazer:

Para o frango:
Em uma panela, derreta a margarina e refogue o alho, acrescente o frango temperado com sal e pimenta branca. Quando o frango estiver refogado, acrescente o leite e o requeijão, deixe fever por alguns minutos. Por fim, acrescente a maisena diluída em um pouco de água ou leite, espere uns minutos até engrossar.

Para o purê:
Cozinhe bem as batatas e esprema. Coloque-as em uma panela e acrescente a margarina e o leite. Mecha no fogo até dar uma fervura.

Para montar:
Em um refratário coloque o purê, cubra com umas fatias de queijo mussarela, após o frango e por último a batata palha, leve ao forno para gratinar.

Ora-pro-nóbis – O mais novo queridinho vegetal

A ora-pro-nóbis, que significa rogai por nós em Latim, pertence ao gênero das Pereskias, também encontrada na Flórida, trata-se de uma planta trepadeira de folhas suculentas, galhos com espinhos, flores brancas e frutos amarelos de sabor insípido.

Esse vegetal de nome esquisito, representa o mais novo queridinho do mundo vegetal. Uma espécie de cacto, da família das cactáceas, a ora-pro-nóbis é uma planta bastante conhecida entre os mineiros que já a utilizam vastamente como ornamentação e cerca viva, já que possuem flores e seus galhos possuem espinhos, na culinária é utilizada nesta região como acompanhamento de carnes, refogado no arroz, feijão e saladas.

ora

A planta começou a popularizar-se devido suas folhas, que segundo estudos desenvolvidos pela universidade Federal de Larvras (MG), quando desidratada chega a ter 25% de proteínas, assemelhando-se à alimentos tipicamente proteicos, como as carnes e ovos, sendo considerada a carne dos pobres, já que a planta é de fácil cultivo, além de representar uma ótima opção proteica entre os vegetarianos.

Rica também em nutrientes como cálcio, ferro, fósforo, magnésio, vitaminas A, B, C, antioxidantes e fibras, apresenta grande valor nutricional, adquirindo propriedades funcionais, como tratamento de doenças crônicas, como hipertensão, diabetes, câncer, entre outras, além do combate ao envelhecimento prevenindo a oxidação das células e ser eficiente no tratamento de anemias.

Fins estéticos

Algumas pessoas utilizam as folhas de ora-pro-nóbis trituradas junto a creme de tratamento capilar ou facial, a planta rica em vitamina A e antioxidantes parece ter ação de nutrição dos fios de cabelos e pele, fortalecendo e evitando a queda de cabelo, e ainda, rejuvenescendo a pele.

Culinária

As folhas frescas podem ser utilizadas para incrementar feijões, arroz, carnes e saladas, já as folhas secas e moídas, podem ser acrescentadas para enriquecer pães, biscoitos, tortas, sopas, omeletes, chás e sucos.

Medicina popular

São utilizada como cicatrizantes e no abrandamento de processos inflamatórios, como inflamações cutâneas, tumores e furúnculos. Estudos científicos atuais concentram-se em avaliar a toxidade da planta para o consumo humano. Por enquanto, a ora-pro-nóbis ainda não faz parte da lista de fitoterápicos permitidos pela Anvisa, mas, grave esse nome, pois seu futuro tem tudo para ser muito promissor.

Quais os Sintomas de AVC

Quais os sintomas de AVC

Segundo dados do ministério da Saúde o acidente vascular cerebral (AVC), ou derrame cerebral, é hoje a doença que mais mata no Brasil. O AVC é caracterizado por um distúrbio na circulação do cérebro que leva a uma falta de oxigenação, acarretando morte das células do local afetado e consequente deficit neurológico.

Como ocorre o AVC

1) Acidente Vascular Cerebral Isquêmico:
O cérebro possui um imenso número de vasos e artérias que o irrigam, quando algum desses vasos ou artérias sofrem um entupimento, o território que deveria ser irrigado sofre uma escassez de oxigênio e as células desta região morrem.

2) Acidente Vascular Cerebral Hemorrágico:
Acontece quando um vaso ou artéria se rompe, ocorrendo uma hemorragia com aparecimento de hematoma ou coágulos, esse AVC geralmente ocorre com o aumento da pressão do vaso cerebral determinado sua ruptura.

Quais os sintomas de AVC

A velocidade do atendimento salva vidas é reconhecer os primeiros sintomas é fundamental para se prevenir. Segundo os médicos um dos motivos que explicam a falta de atendimento rápido é a dificuldade em reconhecer estes sintomas. Estes sintomas são:

– Alterações motoras: fraqueza muscular, dormência e formigamentos, geralmente acomete apenas um dos lados.
– Alterações da visão: Redução do campo visual, como visão turva, nebulosa ou escura.
– Alterações da fala: dificuldade de articulação ou fala arrastada.
– Paralisia Facial: Assimetria da face, desvio da boca por exemplo.
– Dor de cabeça: geralmente se apresenta de forma aguda em forma de pontadas forte.
– Náuseas e Vômitos

Atenção: Estes sintomas podem ser de grande intensidade, como também podem apresentar-se de forma leve, apenas um pequeno formigamento e leves tonturas por exemplo, fato esse que pode acarretar a demora na procura de um atendimento.

Causas do AVC

Antigamente, entendia-se o AVC como problema de idosos, no entanto, hoje verifica-se a crescente ocorrência desta enfermidade entre pessoas jovens com menos de 45 anos. Isso se dá ao estilo de vida de risco como, o consumo de bebida alcoólica, cigarro, obesidade, falta de atividade física aliada a um ritmo de vida cada vez mais estressante.

Também são fatores que aumentam a incidência de AVC outras doenças como: diabetes, hipertensão, colesterol alto, etc.

Prevenção do AVC

A prevenção do Acidente Vascular Cerebral se faz através do estilo de vida, atividade física, bons hábitos alimentares e manutenção de peso saudável.

O poder das frutas vermelhas para a saúde

Com alto teor de antioxidantes as frutas vermelhas fazem muito bem a saúde. Um estudo realizado pela Universidade de Brasília em 2006 verificou que as frutas vermelhas previnem o envelhecimento celular e a formação de tumores, graças a duas substâncias presentes, o ácido elágico e os flavonóides (substância antioxidantes), conferindo a fruta poder anti-inflamatório, anti-alérgico, além de anti-cancerígeno.

Saiba quais são as frutas vermelhas.

Recentemente, um estudo publicado do Annals of Neurology, relacionou as frutas vermelhas com a saúde cerebral, segundo este estudo mulheres que possuíam o hábito de comer frutas vermelhas tinham a perda da memória natural do envelhecimento retardada em 2,5 anos. A conclusão é que as frutas vermelhas também possuem benefícios em barrar o declínio cognitivo natural do envelhecimento.

Outras pesquisas também mostraram o benefício das frutas vermelhas em reduzir os riscos de doenças cardíacas e no tratamento de diabetes.

Atenção as dicas:

– Sugere-se que o consumo destas frutas sejam na forma in natura, assim não há perca de nutrientes.

– Preste atenção aqueles produtos industrializados com sabor frutas vermelhas, muitas vezes esse sabor é conferido com corantes e aromatizantes e não com própria fruta;

– Uma boa forma de se aproveitar todos os nutrientes é bater o iogurte natural com as frutas naturais;

– Uma opção gostosa de consumir as frutas vermelhas são as geléias, escolha as que vem com pedaços e atenção ao consumo exagerado, devido ao açúcar.

E uma última dica: Mantenha uma dieta equilibrada, quanto mais colorida tanto em frutas como verduras melhor, assim é possível ter vários nutrientes agindo em conjunto e prevenindo várias doenças. Portanto, consuma frutas vermelhas, mas não esqueça das outras frutas também.

Alimentos ricos em proteínas

Em algumas situações para a recuperação da saúde faz-se necessário uma alimentação rica em proteínas, é o caso de quando você está com necessidade de cicatrização de ferimentos, com anemia, desnutrição, no trauma ou estresse, como queimaduras e grandes cirurgias ou com doenças que alteram a imunidade,

As Proteínas são moléculas orgânicas presentes em maior quantidade em nosso organismo, composta de cadeias de aminoácidos e possuem nobres funções, como;

– Reparação e formação de órgãos e tecidos,
– Constitui os hormônios e enzimas;
– Constitui o sistema imunológico,
– Transporte de outras substâncias, com a albumina e hemoglobina,
– Entre outras

Agora vocês me perguntam:

Quais são os alimentos ricos em proteínas?

As proteínas podem ser: 1)de origem animal, como as carnes de modo geral, como aves, peixes, carne bovina, vísceras, leite e derivados e ovos, 2)de origem vegetal, como a soja, feijões, lentilhas e grão de bico.

As proteínas animais são consideradas as mais completas por serem proteínas de alto valor biológico, pois possuem a quantidade de aminoácidos essenciais (aqueles que não produzimos e devem ser fornecidos pela alimentação) em proporções adequadas, estas proteínas possuem uma digestibilidade e absorção maior que as outras proteínas.

No entanto, as proteínas vegetais são fontes também importantes, uma vez que associadas a elas estão presentes nutrientes valiosos como as fibras, vitaminas e minerais.

Portanto, se você tem recomendação de aumentar ingestão de proteínas, o mais interessante é fazer uma alimentação que contenham tanto proteínas de origem animal quanto as de origem vegetal, um simples prato de feijão e bife é uma ótima pedida.

Semente de mostarda

A mostarda é uma planta herbácea que produzem pequenas sementes com cores que vão do branco amarelado ao preto dependendo da espécie da planta. Utilizado há vários anos em países como Índia e França, a semente de mostarda é utilizada na culinária como especiarias.

A semente de mostarda é utilizada com várias propriedade a saúde: é digestiva, estimulante, utilizada para o alívio de reumatismos e câimbras e ajuda contra problemas respiratórios, como sinusite.

A semente de mostarda tem um leve sabor picante, com um aroma característico, pode ser utilizada na culinária inteira ou moída, em preparações como sopas, tempero de carnes ou aves e no preparo de molhos.

Leia também a postagem sobre um chá que alivia dores musculares que leva semente de mostarda em sua preparação.